EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

O título está correto, com uma conjunção entre os dois substantivos? A constatação da realidade, como cada um consegue apreender, e a construção do conhecimento são feitos a partir do raciocínio, de revelações, ensinamentos ou informações e da observação de fatos. Neste caso, valhamo-nos dos recursos que dispomos.  Ensinam-nos os benfeitores espirituais, na resposta à primeira questão de O livro dos espíritos: “Que é Deus?”, que “Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.” Deus, então, não foi criado e é o criador de tudo e de todos. Suas obras revelam sabedoria, beleza e harmonia.
Quem é Jesus? Ele mesmo dá a resposta, encarnado e mediunicamente, o que está nos Evangelhos. Ao referir-se a si, fala mais de 4 vezes em “filho do homem” e, a Deus, repete 18 vezes a expressão “aquele que me enviou”; designa-O 44 vezes como “meu Pai”, por exemplo, em João, 14:28 – “Se me amais, vos alegrareis de que vou para meu Pai, porque meu Pai é maior do que eu.”; 20:17: “Eu subi para o meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus.”
Como é bom a repetição ou nos darmos conta dessa realidade num momento em que comemoramos intensamente o nascimento de Jesus, pois Ele nasceu mesmo, na carne. Como cada um de nós, é filho de Deus e veio para que tenhamos vida com abundância, em paz, sejamos livres, realizadores, misericordiosos, perseverantes e muito melhores do que já somos. Outra consequência: É razoável que nos entusiasmemos com a possibilidade de, após muitas reencarnações e com muito esforço, atingir o Seu grau de evolução. Isto poderá levar ao aumento da auto-estima e a respeitar mais os outros. Em atingir o estágio evolutivo de Jesus, não há nada demais, conforme Suas palavras: “aquele que crê em mim também fará as obras que faço, e as fará maiores do que estas” (João, 14:12) e vai além, em Mateus, 5:48: “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” Aqui sim há exagero, mas, sabiamente, dá uma idéia do quanto a evolução espiritual é contínua e infinita. 
Que maravilha!
Temos uma enorme capacidade de superação e de realizações; temos amigos e, para nos protegerem, servirem de exemplos e auxiliarem, há muitos seres superiores e, sobretudo, não apenas um, mas, Deus e Jesus.

Fonte: Departamento Doutrinário da Liga Espírita Pelotense

Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense no dia 23-Janeiro-2011 – JORNAL DIÁRIO POPULAR


Loja de Livros

Procure um Livro

Publicações Recentes