EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

 

O Espiritismo está baseado em vários princípios,como a existência de Deus e a pluralidade das existências da alma. Embora não sejam exclusividades suas, a prática mediúnica e a reencarnação costumam ser-lhes relacionadas. 
Outro fundamento, que é como um princípio e do qual essa doutrina está impregnada é o destaque da necessidade da prática do bem, muito mais do que da prática mediúnica, embora esta possa constituir-se numa das muitas formas de praticar o bem. Nenhum sacramento, ritual místico ou mera prática exterior integra as recomendações do Espiritismo. 

No Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XV – Fora da caridade não há salvação, no item 10, numa mensagem, Paulo, o apóstolo, referindo-se à caridade, esclarece que ela “Não só evitará que pratiqueis o mal, como também fará que pratiqueis o bem, porquanto uma virtude negativa não basta: é necessária uma virtude ativa. Para fazer-se o bem, mister sempre se torna a ação da vontade; para se não praticar o mal, basta as mais das vezes a inércia e a despreocupação.” No mesmo livro, cap. XIII, item 10, consta que “de mil maneiras se faz a caridade. Podeis fazê-la por pensamentos, por palavras e por ações.” e aqui, com certeza, inclui-se o trabalho de cada dia. Ainda no Evangelho, cap. XVII, item 9: “Todo homem tem na terra uma missão, grande ou pequena; qualquer que ela seja, sempre lhe é dada para o bem;”.
A pergunta 642 de O livro dos espíritos e resposta respectiva são as seguintes: “Para agradar a Deus e assegurar a sua posição futura, bastará que o homem não pratique o mal? Não; cumpre-lhe fazer o bem no limite de suas forças, porquanto responderá por todo mal que haja resultado de não haver praticado o bem.” Essa idéia é repetida nas questões 657, 896 e 975.
Em tudo isso, também, o Espiritismo está de acordo com os ensinamentos de Jesus que, como consta em Mateus 7:12, ensina que “tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.”
Então, assim como é preciso saber viver e amar as pessoas, para o Espiritismo, também é preciso fazer o bem.
 

Fonte: Departamento Doutrinário da Liga Espírita Pelotense

Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense no dia 13-03-2011 – JORNAL DIÁRIO POPULAR

 

Loja de Livros

Procure um Livro

Publicações Recentes