EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

adocaoA senhora, elegantemente trajada, comparece na portaria do lar espírita para buscar a criança ao qual pretendia adotar.
– Quero adotar um filho legalmente! – dizia a dama – Tomarei todas as providências, mas quero escolher a criança.
E a diretora do lar espírita lhe respondeu amavelmente: Pois não! Vamos às apresentações…
E começou então as apresentações das crianças ao qual a Senhora queria escolher para adoção
– Esta não – falava a Senhora, olhando para doce menina de olhos escuros -, ela é morena demais.
E analisando uma por uma, continuava as apresentações:
– Esta não, tem jeito de serelepe…
– Este não, tem olhos de gato assustado…
– Este não, está remelento…
– Este também não, é um garoto de olhar muito frio…
– Esta não, é muito anêmica…
E dentro desta mesma análise continuaram as apresentações…
Findo o exame de trinta e dois pequeninos, a Senhora perguntou:
– E os outros? Onde estará a criança que eu busco?
Mas a diretora do lar espírita lhe respondeu, com muita serenidade:livro_almas_em_desfile
– Minha irmã, a Senhora me perdoe, mas o nosso estoque acabou, e creio que agirá com acerto se procurar a sua encomenda no CÉU, pois, nas condições que deseja, penso que somente encontrará a sua criança entre os ANJOS…
Fonte: Livro – ALMAS EM DESFILE – Psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira / Ditado pelo  espírito Hilário Silva. Editora FEB.

“Adotar filhos alheios é, sem dúvida, um gesto de extremo devotamento, mas os pais que os adotem precisam pensar que não estão adotando anjos…”  Chico Xavier

Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense no dia 22 de Julho de 2012 – JORNAL DIÁRIO DA MANHÃ.

Loja de Livros

Procure um Livro

Publicações Recentes