EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

 

Imagem_esprito_protetorSão espíritos de ordem mais elevada que se ligam a um indivíduo em particular para o proteger.
A missão do protetor ou anjo da guarda é como a de um pai para com seus filhos: Conduzir seu   protegido pelo bom caminho, ajudá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições e sustenta sua coragem nas provas da vida.

Liga-se ao protegido desde o nascimento até a morte e freqüentemente o segue na vida espírita por inúmeras existências corpóreas que representam fases curtas na vida do espírito que é eterno.
Podemos dar a ele o nome que desejarmos que ele atenderá. Desde que assume esta tarefa, fica ligado ao seu protegido, com exceção das circunstâncias em que sua presença não é necessária.
Quando não consegue conduzir seu protegido pelo bom caminho, sofre sem as angústias da paternidade da terra, não é responsável porque alerta através da consciência, mas a escolha é nossa. Ele sabe que o progresso é inevitável.
As distâncias não constituem obstáculos à comunicação. A ligação é mental, e, para mais facilmente nos deixarmos por ele influenciar, devemos elevar o pensamento pela prece e meditação. Assim, nosso protetor não terá dificuldade em comunicar-se e orientar-nos no bom caminho.
Quando deixamos a mente livre para reviver cenas de maldade, fantasias eróticas, cultivarmos mágoas, invejas, raiva, quando ficamos na ociosidade … vamos sintonizar com espíritos inferiores, que nos influenciarão.
O protetor afasta-se sem o abandonar quando vê que seus conselhos são inúteis mas volta assim que chamado .
O mal que nos acontece não é por culpa do bom espírito que se afastou nem do mau que nos influenciou mas por não lhe opormos resistência. A escolha é nossa em mantermos ligação com este ou aquele espírito.
E onde estivermos estarão conosco na alegria, nos cárceres, nos hospitais, nos antro de vícios, na solidão, nada nos separa deste amigo que não podemos ver mas do qual nossa alma recebe os mais doces impulsos e os mais sábios conselhos.
Sintonizemos com ele e estabeleçamos entre nós a intimidade dos melhores amigos.

Fonte: Departamento Doutrinário da Liga Espírita Pelotense.

Publicado na Coluna da Liga Espírita Pelotense no dia 09-Janeiro-2011 – JORNAL DIÁRIO POPULAR

Loja de Livros

Procure um Livro

Publicações Recentes