EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
EnglishEsperantoFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
livro_espritaÉ a partir da invenção da imprensa, no fim da Idade Média, que as massas humanas foram beneficiadas, em larga escala, pelo livro, tal como o conhecemos hoje.
Quando a Doutrina dos Espíritos surgiu no mundo, nos meados do século XIX, o livro e a imprensa eram utilizados em larga escala.
Allan Kardec, o sistematizador da Doutrina, utilizou-o com tanta lucidez e segurança que esses instrumentos se tornaram os grandes suportes não só para o conhecimento como para a divulgação do Espiritismo.
O livro espírita amplia os horizontes do Espírito imortal.
Cumpre, assim, a missão providencial de renovar moralmente as consciências humanas, para a transformação do Mundo.
É através dele, como veículo da ideia espírita em múltiplos desdobramentos, que recebemos as interpretações renovadoras dos ensinos do Consolador.
Quando autenticamente espírita, o livro é a expressão da Luz Divina a derramar Amor e Sabedoria entre os homens, inspirando, em sua ascensão libertadora.
Obras da codificação espírita:
“O Livro dos Espíritos”, “O Livro dos Médiuns”, “O Evangelho Segundo Espiritismo”, “A Gênese” e “O Céu e o Inferno”.
A livraria da Liga Espírita Pelotense situada à Rua Andrade Neves, nº981 cumprindo a função de difusão da Doutrina Espírita, coloca-nos à disposição extensa variedade de obras com conteúdo espírita.
Fonte: Departamento Doutrinário da Liga Espírita Pelotense.
“O livro nobre livra da ignorância, mas o livro espírita livra da ignorância e livra do mal”
Espírito Emmanuel
Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense no dia 15 de Abril de 2012 – JORNAL DIÁRIO POPULAR e no dia 06 de Maio de 2012 – JORNAL DIÁRIO DA MANHÃ.

Loja de Livros

Procure um Livro

Publicações Recentes